Joelho

Gota no joelho? Conheça as causas e o tratamento adequado!

Powered by Rock Convert

Também conhecida como Doença dos Reis, a gota no joelho é uma doença inflamatória que afeta diferentes articulações quando o índice de ácido úrico no sangue está acima do normal e não sendo eliminado pelos rins.

Os homens tem uma quantidade maior desse componente, sendo o grupo mais atingido. Mas essa doença também pode se desenvolver em mulheres a partir da menopausa.

Inchaços, dores agudas e vermelhidão nas juntas podem estar relacionados a essa condição. Continue a leitura para saber mais sobre as causas da gota no joelho, seus tipos e quando procurar um especialista.

Quais são os principais sintomas da gota no joelho?

Os traços da doença são sempre agudos e dificilmente confundidos com outra doença. Seus sintomas são repentinos e aparecem geralmente à noite, de modo que o paciente não consegue deixar de notá-los. Eles podem ser:

  • dores agudas e intensas nas articulações, sendo mais forte nas primeiras 24h, além de queimação na região afetada;

  • articulações arroxeadas e inchadas por conta da inflamação;

  • enrijecimento das juntas e desconforto;

  • febre, que também está relacionada à inflamação.

Em alguns casos os sintomas não são aparentes, dessa maneira é preciso realizar um exame de sangue e urina para verificar a dosagem de ácido úrico. Por isso não deixe de consultar seu médico pelo menos uma vez ao ano para análises.

Quais as suas causas?

A gota no joelho pode se desenvolver a partir do momento em que o corpo começa a produzir mais ácido úrico do que é capaz de eliminar, ou então quando o paciente produz a quantidade normal, mas tem dificuldade em expelir — o que forma os cristais de urato. O resultado disso são aqueles “caroços” aparentes.  

Além da produção normal do corpo, cerca de 20% desse componente vem de alimentos ricos em purina:

  • carne vermelha e embutidos;

  • pães doces;

  • anchova e sardinha;

  • cerveja e outras bebidas alcoólicas que contenham levedura;

  • vegetais, como brócolis, couve-flor, cogumelos e aspargos.

Problemas renais, como a insuficiência, também podem ocasionar gota no joelho, pois assim a eliminação do ácido não acontece de maneira efetiva.

É importante ressaltar os tipos e identificar diferentes causas. Veja a seguir.

Gota primária

É o resultado de uma imperfeição do metabolismo das purinas. Trata-se de uma produção exagerada de ácido úrico ou até mesmo uma falha na liberação renal.

Gota secundária

Aparece a partir de outras doenças — como leucemia, psoríase, insuficiência renal ou resistência à insulina — ou pelo uso de alguma medicação.

Gota aguda

Em especial atinge uma única articulação, com sintomas associados a calor, vermelhidão e edemas.

De que maneira é possível evitar?

Apesar de uma causa exata ser desconhecida, alguns fatores podem ser destacados. São eles:

  • reduzir o consumo de álcool, uma vez que os elementos com maior concentração de purina são as bebidas alcoólicas;

  • evitar outros alimentos com alta concentração de purina, como os citados anteriormente;

  • manter-se hidratado para evitar a insuficiência renal;

  • tomar cuidado com o uso de certas medicações, como os diuréticos para tratamento de hipertensão, pois podem aumentar os níveis de ácido úrico.

Além disso, é importante tratar com especialistas a gota no joelho, uma vez que essa doença pode atingir o paciente mais de uma vez. Em casos de recorrência, pode ocorrer o uso contínuo de remédios ou até mesmo o desenvolvimento de outros problemas como a poliartrite – inflamação em mais de uma articulação ao mesmo tempo.

Quais tratamentos para essa doença?

Após identificada a doença, iniciar o tratamento o quanto antes vai ajudar a amenizar seus sintomas, proporcionando a qualidade de vida adequada ao paciente.

Além do tratamento para gota no joelho, baseado em medicamentos do tipo anti-inflamatórios e analgésicos, indicados previamente pelo seu médico, também pode ser recomendado a remoção dos tofos gotosos.

As receitas caseiras também são uma opção, experimente chá de cavalinha, suco de melancia, laranja ou maçã para a redução do ácido úrico.

Agora que você entendeu mais sobre essa doença e está procurando por um médico capaz de lhe esclarecer sobre outras enfermidades, entre em contato com a IMOTBH e converse com os nossos especialistas!

Powered by Rock Convert

Sobre o autor

DR. EDUARDO LOUZADA DA COSTA

DR. EDUARDO LOUZADA DA COSTA

CRM - MG 46.264

Graduação em Medicina na Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), Residência Médica em Ortopedia e Traumatologia na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Especialização e pós graduação em Cirurgia do Joelho (FELUMA), Mestrado em Cirurgia na Faculdade de Medicina da UFMG, Fellow em Sports Medicine na Stanford University (California - USA), Coordenador do serviço de Cirurgia do Joelho do Hospital da Unimed - BH. Preceptor da Residência Médica do Hospital da Unimed - BH.

Share This
× Gostaria de agendar uma consulta?