Joelho

Você sente dor ao andar? Entenda quais podem ser as causas!

dor ao andar
Powered by Rock Convert

Andar está entre as atividades físicas mais saudáveis que existem, podendo ser praticada por qualquer pessoa e em qualquer idade, desde a infância até a terceira idade. Além disso, o ato de caminhar está diretamente relacionado à autonomia, independência e qualidade de vida do ser humano. Porém, praticamente todas as pessoas sentem ou ainda sentirão algum tipo de dor ao andar.

Diversas partes do corpo podem ser acometidas por essas dores. As mais afetadas, geralmente, são as articulações dos joelhos, mas as queixas de dores nas costas, nos quadris, na região lombar e nos glúteos também são muito frequentes. Toda dor recorrente precisa ser investigada, já que pode ser o sintoma de alguma enfermidade, e o mesmo vale para as dores que surgem ao caminhar.

Normalmente, as dores ao andar se manifestam de maneiras bem características. De acordo com o conjunto de sintomas que acompanham a dor, é possível realizar o diagnóstico de determinados problemas de saúde, que muitas vezes podem ter consequências graves se não forem tratados corretamente. A seguir, vamos nos aprofundar neste assunto para esclarecer quais podem ser as origens de tais dores e que tipos de doenças elas podem indicar.

Regiões do corpo mais afetadas pela dor ao andar

Joelhos

Há diversos motivos pelos quais alguém pode sentir dores nos joelhos ao caminhar. A sobrecarga causada pela prática de exercícios muito intensos, o excesso de peso e a falta de alongamento adequado antes de realizar atividades físicas são alguns deles.

Contudo, as dores dos joelhos também podem ter origem em uma série de problemas de saúde, tais como artrite e tendinite. Quedas e pequenos acidentes domésticos, em princípio considerados irrelevantes, são capazes de causar traumas com consequências graves, como o rompimento dos ligamentos, o rompimento da cartilagem ou uma luxação patelar. Entorses e distensões, muitas vezes ocorridas durante a prática esportiva, também podem gerar fortes dores no joelho.

Qualquer pessoa acometida por uma ou mais das condições mencionadas acima fatalmente sentirá dores ao caminhar. Geralmente, outros sintomas além das dores se manifestam, como inchaço, dificuldade para esticar totalmente o joelho, vermelhidão e perda de força.

Lombar

A região entre a 12ª vértebra e o cóccix é classificada pela literatura médica como lombar. Dores nesta parte do corpo podem ser decorrentes apenas de má postura ou do ato de carregar um objeto muito pesado. Em contrapartida, também podem indicar o surgimento de problemas de saúde mais complexos.

As principais causas de lombalgia crônica, que também se manifesta ao andar, são o escorregamento de vértebra, artrite, hérnia de disco ou mesmo inflamações e infecções. As dores muitas vezes não se restringem à região lombar, irradiando para a coxa e, em alguns casos, toda a perna.

Powered by Rock Convert

Glúteos

As dores na região dos glúteos ao andar podem ser causadas pela prática de exercícios sem a supervisão adequada, algum tipo de trauma mecânico ou a chamada Síndrome do Piriforme. Ela acontece quando o nervo ciático é pressionado pelo piriforme, um músculo localizado nos glúteos. Quando ele sofre espasmos ou permanece mais tensionado do que o normal, pode causar a inflamação do nervo ciático.

Além de sentir fortes dores e experimentar uma sensação de dormência e queimação na nádega, o músculo piriforme fica inchado. Um dos sintomas característicos da Síndrome do Piriforme é o fato de que a dor aumenta ao caminhar, bem como ao sentar e levantar, podendo irradiar até a coxa.

Quadril

O quadril é bastante exigido quando caminhamos e a presença de dores nesta região do corpo pode ser o indício de vários problemas de saúde. Quando o paciente se queixa de dores no quadril, a idade costuma ser um fator relevante no diagnóstico. Isto porque pessoas com mais de 50 anos têm mais propensão a sofrer de reumatismo em virtude do desgaste da articulação do quadril. E após os 60 anos aumentam as probabilidades de surgimento de osteoporose, artrose e artrite.

Mas há outras origens para dores no quadril que também afetam pessoas mais jovens. É o caso da bursite (inflamação das bolsas que protegem as articulações) da tendinite e, a exemplo do que ocorre nos glúteos, da inflamação do nervo ciático. Além da atividade de caminhar, a dor no quadril geralmente é desencadeada pelos movimentos de sentar, agachar e levantar.

Pernas

Quem sente as pernas pesadas e dores agudas ao andar pode estar sofrendo de claudicação. Ela decorre da falta de oxigenação provocada pela má circulação do sangue nos membros inferiores, especialmente nas artérias. Trata-se de um dos sintomas da aterosclerose, doença que se caracteriza pelo acúmulo de placas de colesterol e gordura, principalmente na parede interior das artérias.

Os músculos das pernas precisam de mais oxigênio quando exercitados. No entanto, quem sofre de aterosclerose não recebe o suprimento necessário em razão da obstrução ou estreitamento das artérias, gerando os sintomas desagradáveis da claudicação.

Como proceder quando se sente dor ao andar

É comum sentir dores musculares ao caminhar depois de um exercício físico muito intenso, especialmente quando se está fora de forma física. O mesmo ocorre após dormirmos de mau jeito ou se sofremos um trauma leve em alguma parte do corpo. Em todos esses casos, a dor deve desaparecer ou diminuir em alguns dias.

Porém, dores muito intensas ao andar e que custam a passar costumam indicar a presença de algum dos problemas de saúde já mencionados, que devem ser investigadas o quanto antes. O ortopedista é o médico indicado para realizar o diagnóstico correto, mediante exames clínicos e de imagem. Somente ele poderá apontar com segurança a origem da dor e indicar o tratamento adequado, que varia de caso a caso. Muitas vezes o tratamento se limita à prescrição de analgésicos e anti-inflamatórios, associada a sessões de alongamento e fisioterapia. Porém, em outras ocasiões, o tratamento requer intervenção cirúrgica.

Por tratar-se de um problema relativamente comum, é muito provável que um parente ou alguém do seu círculo de amizades esteja sentindo dor ao andar neste exato momento. Portanto, compartilhe este artigo no Facebook a fim de que outras pessoas também se beneficiem das informações nele contidas e possam dar o primeiro passo no sentido de retomar a qualidade de vida.

Sobre o autor

DR. EDUARDO LOUZADA DA COSTA

DR. EDUARDO LOUZADA DA COSTA

CRM - MG 46.264

Graduação em Medicina na Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), Residência Médica em Ortopedia e Traumatologia na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Especialização e pós graduação em Cirurgia do Joelho (FELUMA), Mestrado em Cirurgia na Faculdade de Medicina da UFMG, Fellow em Sports Medicine na Stanford University (California - USA), Coordenador do serviço de Cirurgia do Joelho do Hospital da Unimed - BH. Preceptor da Residência Médica do Hospital da Unimed - BH.

Deixar comentário.

Share This
× Gostaria de agendar uma consulta?